Quais as diferenças entre os tipos de porta corta fogo?


Uma porta corta fogo, também chamada de PCF, é uma porta resistente a altas temperaturas, usada para garantir maior proteção contra incêndios e impedindo a passagem de fogo ou fumaça entre os diferentes locais de uma construção, sendo útil também para a fuga de pessoas e para resgates.


A porta corta fogo é uma necessidade em locais públicos, como teatros, cinemas e shoppings, sendo também de muita utilidade em condomínios, principalmente edifícios de apartamentos. Sua instalação deve ser feita ligando áreas de refúgio, corredores e saídas de emergência, separando as áreas de risco, dando a acesso a locais onde as pessoas não corram riscos no caso de emergência.





Uma porta corta fogo pode ser feita com a combinação de materiais diversos, como madeira, aço, fibra cerâmica, vidro e vermiculita. A ferragem da porta corta fogo pode incluir dispositivos automáticos de fechamento, de rolamento de esferas dobradiças ou de mecanismos de travamento, devendo ainda conter selos, tiras e juntas para impedir a passagem de fumaça pela porta.


A porta corta fogo deve estar dentro das normas da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (NBR 11742) para que ofereça caminho seguro para a fuga de civis, no caso de incêndio, e para facilitar o acesso dos bombeiros, que irão dar combate ao mesmo.

Existe uma combinação entre a capacidade de resistência ao fogo, que é a classe da porta, e sua aplicação nos edifícios. A norma técnica a que nos referimos classifica as portas corta fogo em quatro tipos diferentes, cada uma para sua necessidade específica. Na instalação da porta corta fogo é necessário seguir a orientação do Corpo de bombeiros, que estabelece um dos quatro tempos de resistência ao fogo que a porta proporciona, levando em conta também a existência ou não de antecâmara e o cálculo de risco da edificação.

Uma das exigências da norma da ABNT é que a porta seja instalada com três dobradiças, podendo ser usado diferentes modelos, como fechamento por gravidade ou por dispositivo hidráulico, ou mola, mas sendo obrigatória a quantidade determinada pelo Corpo de Bombeiros.


A Norma Regulamentadora também determina o uso de fechadura de sobrepor com trinco, que deve ser fácil de ser aberto em emergência, garantindo seu funcionamento nesse caso e impedindo o alastramento das chamas e do calor. Assim, a porta corta fogo precisa estar sempre fechada, mas nunca trancada com qualquer tipo de fechadura que necessite de chave em caso de qualquer necessidade.


Cuidados com a porta corta fogo

A porta corta fogo é um equipamento que deve estar sempre pronto para o uso, assim, exige também manutenção, verificando os dispositivos que possam garantir o seu funcionamento. Manutenção mensal é necessária para verificação do seu funcionamento e semestralmente deve ser avaliada a condição da folha da porta e lubrificação das dobradiças e fechaduras.

Não basta apenas a manutenção da porta corta fogo: é necessário também que a saída de emergência seja vista como tal, devendo estar livre de qualquer objeto que possa se tornar um obstáculo num momento de necessidade.

No caso de ser instalada para uma escada de emergência, os cuidados com a limpeza das escadas exigem que não se utilize agentes corrosivos, que reagem com o material externo da porta, provocando oxidação. Uma porta corta fogo não pode ter qualquer sinal de ferrugem, para não danificar seu funcionamento.


Como é feita uma porta corta fogo

As principais diferenças das portas corta fogo estão na sua classe, ou seja, o tempo de resistência ao fogo, classificados como P-30, P-60, P-90 e P-120. Essa classificação é feita segundo as normas da ABNT e cada porta contém o seu número de série e sua classe, numa etiqueta metálica, onde também devem estar as informações do fabricante, garantindo a rastreabilidade dos materiais com que foi construída.

Cada porta corta fogo também deve estar acompanhada de um Manual de Instruções, onde constam informações sobre dimensões e massas nominais, cuidados de transporte, de embalagem, de armazenamento, instalação, funcionamento e manutenção, além do tempo de garantia da mesma.


Em seu conjunto, a porta corta fogo é constituída por um batente, ou portal, em aço galvanizado; a folha da porta, totalmente fabricada em chapa de aço galvanizado, com núcleo isolante incombustível; a fechadura para travar e destravar, também em aço ou ferro fundido; e as dobradiças, que permitem sustentar e articular a porta, permitindo sua abertura e fechamento.

A porta corta fogo deve ser instalada por empresa credenciada junto ao Corpo de Bombeiros e seguir as determinações da entidade para que sejam atendidas as regras de combate a incêndio.




9 visualizações
logotipo dks
LOGO HD PORTAS CORTA - FOGO

barras antipânico, portas corta fogo, dks, dks barras, dks portas corta fogo, porta corta fogo, portas corta fogo, segurança industrial, segurança contra incêndios, prevenção contra Incêndios

Atenção a DKS não envia boletos através de e-mail com bônus ou descontos caso tenha recebido um e-mail com este teor entre em contato conosco!

Entre em Contato

barras antipânico, portas corta fogo, dks, dks barras, dks portas corta fogo, porta corta fogo, portas corta fogo, segurança industrial, segurança contra incêndios, prevenção contra Incêndios

Atendimento

+55 (11) 2489-4040

+55 (11) 2480-2116

+55 (11) 9.9361-3596 

 

LOGO WHATSAPP
  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Av. Amâncio Gaioli, 235 - Água Chata

Guarulhos - SP
São Paulo, SP 07251-250

barras antipânico, portas corta fogo, dks, dks barras, dks portas corta fogo, porta corta fogo, portas corta fogo, segurança industrial, segurança contra incêndios, prevenção contra Incêndios

® 2007- 2020 Todos Direitos Reservados a DKS Barras Indústria e Comércio de Arterfatos Ltda.