Descubra a importância na Inspeção de equipamentos contra incêndios


São equipamentos de pouco uso, mas que devem estar sempre em ordem e em perfeito estado de manutenção.


Extintores

  • Observar se não houve despressurização de algum extintor (acionado acidentalmente ou por vandalismo). Se estiver despressurizado, o manômetro indica. Neste caso, tem que ser recarregado.

  • Deve haver pelo menos duas unidades extintoras por andar que atendam aos fogos de classe A, B e C

  • Verifique a vigência da recarga e do teste hidrostático. Ao retirar extintores para recarga, a empresa contratada deve deixar 100% de reposição temporária das peças removidas.

  • Confira o selo do extintor que garante que o equipamento ou serviço de manutenção foi certificado por uma instituição credenciada pelo Inmetro

  • Verifique se o lacre não está violado

  • Faça a recarga anual e o teste hidrostático, realizado a cada cinco anos da data de fabricação ou do último teste

Mangueiras

  • Confira se os hidrantes têm a mangueira corretamente enrolada e dispõe de bico e chave "Storz"

  • A mangueira não deve ter água em seu interior, nem a caixa de hidrante. Isso ocasionaria o apodrecimento do tecido da mangueira.

  • O registro do barrilete do hidrante deve estar sempre aberto.

  • As mangueiras devem ser testadas periodicamente por empresas especializadas, e receber o anel de certificação deste teste

  • O teste de mangueiras deve ser feito com água e requer equipamento especializado.

Portas corta-fogo

  • As portas corta-fogo devem estar em bom estado e fechadas, mas nunca trancadas. Nada deve obstruir sua abertura.



19 visualizações0 comentário